CURAS E MILAGRES NO TANQUE DE BETESDA

          Neste tópico o leitor terá a prova de que a maioria dos milagres e curas de doenças nos seres humanos é operada por Satanás. Acredito que pelo menos 60% do total. E desses 60% a metade é enganando as vítimas como se fosse atuação de Deus. E a outra metade é de pessoas conscientes sabendo que se trata da clara atuação de Satanás: integrantes de magia negra, xamãs, pajés, macumbeiros, feiticeiros, curandeiros, benzedeiros, etc. isto é, clara atuação de Satanás através de baixo espiritismo consciente e voluntário. Eis algumas provas bíblicas para este parágrafo: Êxodo 7:10-12; 7:22; 8:7; Mateus 7:22-23; 24:24; Apocalipse 13:14; 16:14. Quando Deus transformou a vara de Arão em serpente os “capachos” do Diabo também tiveram tanto poder de transformar varas de madeira em serpentes. Mas a serpente de Arão devorou as serpentes do Diabo.

          O que me intrigou na Bíblia é a descrição dos milagres no tanque de Betesda, em João 5:1-15. Por que quando Jesus Cristo se deparou com a grande multidão de doentes Ele não Se importou com aquela multidão de doentes? Por que o paralítico sofria exatamente a 38 anos da doença? Por que Jesus Cristo fez questão de contrariar os judeus legalistas mandando o paralítico, quando já curado, carregar a sua própria cama em dia de sábado? Como a Bíblia não mente está claro que naquele tanque realmente aconteciam milagres, curas de doenças, etc. Mas quem operava tais curas e milagres? Vamos analisar isto. Além disto, se não acontecia nada de sobrenatural naquele tanque não haveria motivo para ser disputado por grande multidão de enfermos.

          E agora, amigo leitor! Como vamos lidar com isto. É preciso ter a atuação do Espírito Santo e o dom de discernimento de espíritos para esclarecer os fatos. Vou transcrever alguns versículos bíblicos mais importantes para análise. Versos 3, 4 e 5: “Neste jazia grande multidão de enfermos, cegos, mancos, e ressicados, esperando o movimento das águas. Porquanto um anjo descia em certo tempo ao tanque e agitava a água, e o primeiro que ali descia, depois do movimento da água, sarava de qualquer enfermidade, que tivesse. E estava ali um homem que, havia trinta e oito anos, se achava enfermo.”  Bíblia verdadeira Edição ARC.

          Vou provar cientificamente (Arqueologia) que o suposto anjo (se existiu) na realidade era um anjo caído, anjo mau, isto é, um demônio. O versículo bíblico não explica que tipo de anjo era (não me venham com falsas versões bíblicas ecumênicas). Mas pelo contexto não era anjo de Deus. Aliás, existem muitos  teólogos afirmando que no original grego a parte b do verso 3 e todo o verso 4 não existem. Ou seja, na realidade não havia anjo algum (de Deus), e sim apenas demônios, como será provado pela Ciência. Isto reforça ainda mais a minha posição. Se for acréscimo fraudulento na Bíblia está claro que foi feito por agentes do Diabo para enganar as vítimas. Mas ainda mais repugnante é ler versões bíblicas modificando, por conta própria, a palavra anjo (versão ARC) para anjo do Senhor, claramenteforçando a barra” para empurrar “goela abaixo” nas vítimas o maçônico-satânico ecumenismo. 

          A expressão: “anjo do Senhor” aparece muito no Velho Testamento associada com Jesus Cristo. Os ridículos hereges querem me convencer de que no tanque de Betesda, e naquele exato momento, o Senhor Jesus Cristo, supostamente, estava atuando de duas maneiras diferentes ao mesmo tempo: 1) agitando a água do tanque como sendo o anjo do Senhor, para curar o primeiro enfermo que descia ao tanque; 2) e ao mesmo tempo atuando na pessoa humana de Jesus Cristo para curar o paralítico a 38 anos. 

          A Arqueologia descobriu, através de escavações e de pinturas nas paredes laterais do tanque de Betesda mostrando desenhos de demônios, que quem fazia os milagres era o Diabo através do deus (demônio) Serápis (Asclépio, deus da cura e do salvamento do mar). E também atuava a deusa (demônio) Hígia, “filha” do deus (demônio) Esculápio, que é o deus da Medicina e era o demônio adorado pelos ímpios em Laodicéia. A Arqueologia conseguiu as provas e a datação aproximada através do carbono 14. O leitor percebe como a própria Ciência (História Geral, Geografia, Biologia, Química, Arqueologia, Física, Matemática, etc.) prova a veracidade da Bíblia e a exatidão dos fatos com relação a Jesus Cristo? O tanque de Betesda realmente existiu no tempo e local informado. E tudo sobre o Senhor Jesus Cristo também foi provado cientificamente.

          Agora o leitor deve ter entendido a razão porque Jesus Cristo não Se importou com a grande multidão de doentes: possivelmente eram todos filhos do Diabo. E Deus, (o Triúno Deus), não aceita sociedade com demônios, com o Diabo, com ninguém (Isaías 42:8; Mateus 6:24: II Coríntios 6:14; etc.). O único enfermo digno de cura através de Jesus Cristo foi o paralítico curado. Tanto prova que depois foi visto por Jesus Cristo no templo de Jerusalém como sendo um filho de Deus.

          E sobre o paralítico leiamos os versos 8 e 9: “Jesus disse-lhe: Levanta-te, toma a tua cama e anda. Logo aquele homem ficou são, e tomou (carregou) a sua cama, e partiu. E aquele dia era sábado.” O verso 14 diz: “Depois Jesus encontrou-o no templo, e disse-lhe: Eis que já estás são; não peques mais, para que te não suceda alguma coisa pior.” Atente para as expressões: Depois Jesus encontrou-o no templo, e não peques mais,

          Podemos entender que aquele milagre foi algo planejado por Deus com muita antecedência. Os 38 anos de enfermidade do paralítico possivelmente simbolizaram os 38 anos a mais que os hebreus tiveram de peregrinar pelo deserto, devido excessivos pecados (Deuteronômio 2:14). Inicialmente Deus tinha previsto apenas 2 anos e ainda isto para o povo se aperfeiçoar, se santificar, porque, segundo estudiosos era um trajeto pequeno que poderia ter sido feito a pé em poucos dias. E a prova de que simbolizou os pecados do povo hebreu está em João 5:14 que diz: “não peques mais”.

          Semelhantemente temos a ressurreição de Lázaro (João 11:1-14) onde tudo aquilo foi planejado por Deus com antecedência. O verso 4 diz: “E Jesus, ouvindo isto, disse: Esta enfermidade não é para a morte, mas para a glória de Deus, para que o Filho de Deus seja glorificado por ela.” Havia a crença da Humanidade, daquela época, de que nenhum ser humano, em nome de Deus, conseguia ressuscitar um morto depois de três dias. Por isto Jesus Cristo fez questão de esperar quatro dias  para ressuscitar Lázaro, provando ao mundo que para Ele não há impossíveis: pois Ele é o Dono e o Criador do Universo. Aquele milagre de Jesus Cristo foi um ato tão grande e sobrenatural que era conversa obrigatória como notícia nas esquinas de ruas do mundo civilizado naquela época.

          No milagre do tanque de Betesda Jesus Cristo fez questão de mandar o paralítico curado carregar a sua própria cama em dia de sábado para dar duas lições aos judeus legalistas: 1) quando Jesus Cristo cura é uma cura tão perfeita que o enfermo curado teve força física para carregar, ele próprio, a sua cama. Vejamos que grande milagre: o paralítico, que era carregado, saiu carregando. 2) Jesus Cristo rejeitou o extremo legalismo judaico, principalmente quanto à guarda do sábado, que foi abolida conforme profecia de Oseias 2:11 e cumprida em Colossenses 2:16.

          Jesus Cristo cravou na cruz as leis e ordenanças do Velho Testamento abolindo a guarda do sábado através de uma Nova Aliança. A guarda do sábado já estava causando abominação contra Deus (Isaías 1:13) e em Apocalipse 21:8 afirma que os abomináveis não irão ao Céu. Gálatas 3:10 afirma que aqueles que ainda estão debaixo da Lei (como os sabatistas que praticam a extinta guarda do sábado) estão debaixo de maldição.  E isto é gravíssimo! Alguém poderia perguntar: por que os sabatistas não mudam a guarda do sábado para o domingo, o dia do Senhor (Apocalipse 1:10)? Porque estão tanto cauterizados no erro que a guarda do sábado é praticamente irreversível. Já que erram neste ponto ficam procurando enganar as vítimas também com outras falsas alegações bíblicas, querendo convencer as vítimas de que, supostamente, são os únicos certos. 

          Envolve verdadeira fortuna de capital e dinheiro no mundo todo, talvez conseguido com a ajuda da satânica maçonaria (bilhões ou trilhões de dólares), e uma multidão mundial de vítimas humanas enganadas, aos milhões. Da mesma forma o satânico mariólatra catolicismo é uma potência mundial (o Vaticano é uma Nação mais rica do que todo o país EUA) e essa Babilônia apocalíptica só vai acabar na futura Batalha do Armagedom. Se os católicos se salvassem em Jesus Cristo abandonando tal mariólatra satânica denominação cristã, como iriam ficar milhões de empregos, cargos, fortunas em dinheiro, bens móveis, imóveis e imensas regiões de terras que, somadas no mundo todo dá um território contínuo maior que o Brasil?

          O antigo tanque de Betesda dos judeus ímpios hoje é simbolizado, aqui no Brasil, pelo santuário da “deles” Senhora Aparecida. Só mesmo sendo um cego espiritual para acreditar que um milagre, uma cura de doença, etc. conseguida através da fé em monte de gesso, monte de barro, monte de bronze, monte de “esterco” moldado e pintado em forma de corpo de mulher possa ser atribuído à atuação de Deus. Todos aqueles milagres, curas, pedidos, etc. são atendidos pelo Diabo se fingindo ser Deus. Pois contraria toda a Lógica científica e principalmente toda a Bíblia. 

          Alguns teólogos querem me convencer de que o Diabo não tem poder de curar. Então perguntem às vítimas da Senhora Aparecida como lá pessoas são curadas? Leia depoimentos na Internet. E não me venham com a ridícula e absurda ideia de que quem lá opera as curas de doenças é Deus, porque isto contraria toda Lógica e principalmente toda a Bíblia. Pergunte às vítimas de  um macumbeiro se ele não tem poder de curar pelo poder do Diabo? Pergunte a um ex-bruxo, ex-“pai de santo”, ex-médium, etc. se eles não tinham poder de curar doenças? Pergunte às vítimas adoradoras do mariólatra feiticeiro “padim Ciço”. Se os curandeiros nunca curassem pessoas (no poder do Diabo) não existiria tal ofício. Satanás também usa técnicas malignas como a psicoterapia (inventada por ele mesmo). E o leitor não vai querer me convencer de que quem opera a cura nestes casos é Deus! Porém garantir que são curas verdadeiras e definitivas eu não posso afirmar isto. Abaixo há mais ilustrações.

          Li certa matéria sobre um doente em fase terminal de câncer, desenganado pela Medicina e mandado para morrer em sua casa, para viver suas últimas horas de vida em casa. Seus familiares se lembraram de um homem recém regresso de viagem a Roma e Jerusalém. Pegaram uns gravetos de lenha do próprio quintal do moribundo e mentiram para ele dizendo que tais gravetos eram pedacinhos da cruz de madeira em que Cristo foi crucificado, supostamente trazidos de Jerusalém. Mandaram-no tomar um chá feito com os gravetos e rezar certo número de Aves Marias que iria ficar curado.

          O moribundo fez exatamente o que lhe foi aconselhado e ficou curado. Por tudo que existe em termos de Lógica e Bíblia tal cura claramente foi efetuada pelo Diabo se fingindo ser Maria. Porque envolveu satânica mariolatria e mentira. E Maria nunca teve e não tem poder de cura alguma. É apenas uma santa mulher que está no Paraíso aguardando o dia da ressurreição em corpo glorioso, transformado, celestial, para poder ir ao Céu. O único ser humano que já foi ao Céu é Jesus Cristo (ler no primeiro tópico deste site que nem sequer Elias subiu ao Céu), o Filho do Homem (João 3:13) e que ao mesmo tempo é o único Deus Filho (João 3:16). Maria nem sequer poder de interceder por nós não tem,  porque não é Mediadora (Medianeira). Pois o único Mediador entre nós (seres humanos) e Deus é Jesus Cristo (I Timóteo 2:5). A reza:rogai por nós“, além de absurda é pecado gravíssimo de idolatria contra Deus Pai, menor apenas que a blasfêmia contra o Espírito Santo. E só mesmo sendo um “tapado” espiritual e ignorante ao extremo para imaginar que a cura do cancerígeno moribundo possa ter sido feita por Deus, pois usou satânica mariolatria e mentira. O “pai” da mentira é o Diabo (João 8:44). 

          O islamismo é a maior religião do mundo atualmente. É claro que lá também acontecem milagres, curas de doenças, etc. em nome de Alá. Lamentavelmente cerca de 99% de islamitas não sabem que Alá é um demônio que se finge ser a inexistente deusa Lua quarto crescente. Pois nosso satélite natural da Terra, a Lua, não tem poder espiritual algum. Claramente tais milagres, curas, atendimento de pedidos, etc. são feitos pelo Diabo enganado como se fosse atuação de Deus. Igualmente acontece no budismo, hinduísmo, gnosticismo, yoga, sociedades secretas, altos espiritismos, e demais religiões falsas, seitas, e denominações cristãs falsas.

          Em Carnaúba dos Dantas – RN alguns sertanejos há séculos ouviram um canto de galo (ave galinácea) no alto do monte Serrote Grande, num local longe de qualquer casa residencial. E como aves domésticas geralmente só existem em local de residência de seres humanos os sertanejos atribuíram tal canto misterioso de galo como sendo, supostamente, a atuação sobrenatural de Deus. O monte passou a se chamar de Monte do Galo. A partir de então aqueles povos ignorantes da ICAR fizeram uma estátua de galo bem grande e a colocaram no alto do monte e fizeram uma escadaria de acesso.

          Junto da estátua do galo colocaram uma estátua supostamente de Jesus Cristo crucificado e de uma estátua de uma suposta santa. Os ignorantes começaram a rezar para a estátua do galo. Minha irmã (já falecida) que morava no interior do Pará, próximo à densa mata nativa disse-me que provavelmente aquilo foi um canto de galo selvagem, um tanto parecido com o canto de galo doméstico. A ICAR, tremendamente mariólatra-satânica, sempre se aproveitou da ignorância dos cegos espirituais para extorquir dinheiro das suas incautas vítimas.

          Hoje tem peregrinação católica internacional (turistas de todo o mundo) no Monte do Galo. Durante a subida da escadaria, a determinadas distâncias tem um patamar com urna onde os “tapados” deixam seu dinheiro para a ICAR, que não proíbe os “carolas” ignorantes fanáticos de rezar para a estátua do galo, porque isto rende grande fortuna em dinheiro, inclusive na venda de bugigangas do Diabo. Qualquer pessoa de bom senso deve concordar comigo que aqueles milagres são feitos pelo Diabo se fingindo ser Deus. Como se percebe, o Brasil não está longe da idolatria das vacas na Índia. O maior inconveniente que existe, nesses casos, é que a vítima fatal vende a sua alma ao Diabo, mesmo ingênua, involuntária e inconscientemente.

          Quando Deus fundou a igreja batista em Porto Murtinho – MS, por meu intermédio, logo num dos primeiros cultos de domingo a noite me deparei com uma situação nunca vivida antes: uma senhora bem idosa, que lavava roupas para ganhar dinheiro de sobrevivência, me apareceu pedindo oração por ela. Aquela mulher estava com o seu rosto deformado, olhos inchados, quase cega. Alegou que consultou o médico da cidade que lhe receitou um remédio, que não curava; pelo contrário, estava piorando a doença. Eu me perguntei se eu teria moral perante Deus diante daquele grave problema de saúde.

          Como eu era o dirigente da Congregação não havia outra opção do que aceitar o desafio. Então eu fiz uma oração sincera ao Deus Pai em nome de Jesus Cristo, pedindo que Ele também considerasse a fé e santidade da serva de Cristo. Naquela mesma semana, 4ª ou 5ª feira, fui à casa de outra irmã da Congregação para resolver um problema relacionado com a igreja. Para minha surpresa lá estava a irmã idosa lavando roupa, com o seu rosto rejuvenescido, sem doença aparente alguma. Perguntei como pode ficar tão curada. Então ela, um pouco indignada com a minha pergunta disse: “Mas eu não pedi ao Pastor orar por mim? Voltei do culto e em casa joguei o remédio no lixo e fiquei curada.” Eu exulto no Espírito Santo e dou glórias ao Triúno Deus, porque sou usado como um canal de bênçãos de Deus.

          De maneira geral para Deus fazer um milagre, uma cura de doença, atender alguma oração estão envolvidos três pré-requisitos: 1) a pessoa que ora ao Deus Pai em nome de Jesus Cristo precisa ter moral (vida santificada) perante Deus; 2) a pessoa que quer o benefício precisa ter credibilidade diante de Deus; 3) o atendimento à oração depende da vontade de Deus Pai, somente atendendo a oração que Ele quiser, de quem Ele quiser, se Ele quiser, e quando Ele quiser, porque ninguém manda em Deus.

          Portanto, se um real filho de Deus, por exemplo, um verdadeiro Pastor, orar a Deus por alguém e a oração não for atendida isto não significa que ele não tenha moral perante Deus. O apóstolo Paulo, por exemplo, deixou Trófimo doente em Mileto (II Timóteo 4:20). Devemos combater as heresias de fanáticos, que afirmam que toda doença é causada por pecado e falta de fé.

          E para um filho de Deus expulsar demônios em nome de Jesus Cristo, das vítimas endemoninhadas, também precisa ter moral para isto. Para não acontecer o que aconteceu em Atos 19:13-16 onde diz: “… Conheço a Jesus, e bem sei quem é Paulo; mas vós quem sois? …” Mas também devemos tomar cuidado que hoje existem muitos líderes religiosos falsos dizendo-se evangélicos ou protestantes, como supostos “Pastores”, na realidade satânicos maçons. Que fazem acordo amigável temporário com o Diabo e então os demônios se fingem que são expulsos.

          Li várias matérias de Internet sobre um grande líder de fama internacional, falso cristão, que criticou o Senhor Jesus Cristo acusando-o de ser um possível “idiota” devido ao milagre de transformar água em vinho, que, supostamente, é um milagre sem proveito algum. No meu recente livro: A Atuação do Espírito Santo eu provei o motivo pelo qual o primeiro milagre de Jesus Cristo obrigatoriamente teve de ser transformar água em vinho, que simboliza o sangue. E ainda aquele texto bíblico é uma tremenda “cacetada na cabeça” dos satânicos mariólatras e de seus bajuladores ecumenistas maçons: “Mulher, que tenho Eu contigo? Ainda não é chegada a Minha hora.”

          O Diabo declarou, ele próprio, na música tocada de maneira invertida, a música: Entra na Minha Casa, de Regis Danese, que ele (Satanás) vai fazer as pessoas traírem a Jesus Cristo, o que deve estar acontecendo com o mega falsário do parágrafo anterior e de milhares de outros falsários. Veja e ouça o vídeo como prova: https://www.youtube.com/watch?v=GXPReTG1Fsg

          Tal líder poderoso, mega falsário cristão, consta na lista da própria maçonaria como sendo um maçom ilustre, ou seja, um tremendo satanista. Pela Lógica e pela Bíblia os seus milagres, curas de doenças, pregações, etc. possivelmente são feitos pelo Diabo fingindo ser de Deus. Suas supostas expulsões de demônios possivelmente são meros acordos amigáveis com demônios fingindo que são expulsos. Existem dezenas de fontes como provas na Internet de que a maçonaria é uma religião que adora o Diabo com o inexistente nome de “Lúcifer” (não existe na Bíblia). Uma afirmação taxativa do “Pontífice Universal da Maçonaria“, Albert Pike. Confira uma  prova: http://intellectus-site.com/site2/artigos/maconaria-braco-direito-do-diabo.htm

          Possivelmente todo o ato feito por pseudopastor maçom é feito pelo Diabo fingindo ser de Deus. Pois o seu primeiro juramento de iniciação na maçonaria já é um pacto de sangue e de morte com o Diabo, e de total submissão ao Diabo. Penso que até mesmo as suas mensagens de pregação são ditados por demônios (estando encostado de demônios). Suas pregações são filosóficas, sem combater: maçonaria, idolatria, mariolatria, abominação espírita, e outras heresias. Ele é forçado a propagar o satânico-maçônico ecumenismo preparando a sua igreja para entregá-la ao futuro falso profeta. Igualmente todo ato feito por integrantes do alto espiritismo é obra do Diabo fingindo ser de Deus.

          Em Atos 19:11-12 diz: “E Deus, pelas mãos de Paulo fazia maravilhas extraordinárias. De sorte que até os lenços e aventais se levavam do seu corpo aos enfermos, e as enfermidades fugiam deles, e os espíritos malignos saiam.” Muitos falsários usam estes versículos torcendo sua interpretação e aplicação. Paulo não vendia lenços e aventais para enganar vítimas como hoje os falsários fazem com outros objetos. Hoje os falsários são capazes de vender a sua própria mãe para extorquir dinheiro das ignorantes vítimas “masoquistas” enganadas.

          É suposto sabonete ungido, rosa ungida, sal ungido, água benta, chave da casa própria, chave do carro, símbolo do escudo da fé (amuleto de bruxaria), etc. Teologias satânicas como: prosperidade, positivismo, missão integral, atos proféticos, etc. Todas as igrejas da “indústria da fé” são satânicas se fingindo serem de Deus. Seus atos são feitos por demônios enganando como se fossem de Deus.

          Certa vez, há décadas de anos, procurei um pedreiro e seus familiares disseram que eu poderia falar com ele no quintal da sua casa. Ele estava sentado em frente de outro homem que o estava benzendo. Pediram para eu sair dali e esperar o pedreiro na sala, porque eu estava atrapalhando o trabalho do benzedor (não há comunhão entre a luz e as trevas). Depois o pedreiro me falou que ele estava com muita dor de cabeça, que remédios não paravam a dor, e por isto pagou o benzedor para curá-lo da dor de cabeça. Tal cura se valeu de idolatria e abominação contra Deus e só pode ter sido feita pelo Diabo.

          Então algum insensato “masoquista” filho das trevas diria: já que o Diabo faz milagres, curas de doenças, etc. instantaneamente (ele sempre tem muita pressa porque seu tempo está acabando); dá riqueza, fama, poder, sucesso, etc. (Lucas 4:5-7) por que não buscar a ajuda dele? Cada ser humano consciente deve decidir se quer viver por alguns dias de falsa glória terrena para depois, ainda em vida física carnal ter que pagar pesado tributo ao Diabo. Há um ditado popular dizendo que o Diabo dá com uma mão e tira com as duas.

          Tributos como: comer carniça de gato preto, galinha preta, etc., carniça de quatro dias, já cheio de larvas; cortar suas veias para ofertar o seu próprio sangue ao Diabo; desenterrar defuntos de noite nos cemitérios e comer as suas vísceras; matar o seu próprio filhinho primogênito (ou outra criança) para ofertar todo o sangue dele ao Diabo; etc. O Diabo vai aumentando o grau de dificuldade da adoração à medida que a vítima (seu discípulo), isto é, a sua “mosca se enrola cada vez mais na teia de arranha”. Quando a vítima (discípulo do Diabo) se nega a obedecê-lo ele mata tal discípulo. E ainda no além-túmulo tal discípulo (vítima) vai ao eterno Inferno (Mateus 25:41; II Pedro 2:4; etc.), o lago de fogo e enxofre (Ap. 20:15; Ap. 21:8; etc.). Então, se a vítima (“capacho” do Diabo) ainda quer isto receba meus pêsames! Para isto Deus nos dá o espírito do homem que é a consciência, o direito ao livre arbítrio.

          Concluindo este tópico, não podemos nos esquecer do episódio do tangue de Betesda, provado pela Ciência e principalmente pela Bíblia. E lembrar também que aquilo foi um claro recado dado aos “masoquistas” (pessoas que gostam de sofrer, de serem enganadas, de viverem iludidas, de se enganarem a si próprias, etc.) não querendo adorar única e exclusivamente ao Triúno Deus: o Senhor Jesus Cristo (Deus Filho) não interfere contra a vontade dos satanistas idólatras e abomináveis. Cada qual tem consciência para o livre arbítrio. E que Deus, (o Triúno Deus), não aceita sociedade com Satanás e seus agentes espirituais demoníacos, e nem com os discípulos humanos do Diabo.

          Para ter acesso a todos os tópicos do site geral inicial clique neste link: https://www.laurohenchen.com.br