Lauro Henchen

Lauro Henchen

Meus Livros

Onde Comprar

  • Em Campo Grande - MS: livraria BETEL CENTER, ou na Rua Brilhante nº 3.617, Bairro Bandeirantes.
  • Outros locais: envio pelo Correio. Contato telefones: (67) 3028-7923 e 9.9991-2184. Ou ainda pelos e-mails: [email protected]
    e
    [email protected]

Títulos do escritor:

  • Bacharel em Teologia pelo STBOB
  • Pastor batista itinerante e conferencista
  • Oficial(Tenente) do Exército Brasileiro
  • Engenheiro Civil pela UFMS

FALSAS LÍNGUAS ESTRANHAS E DISCRIMINAÇÃO

          Inicio este estudo bíblico lançando um desafio a toda a Humanidade: desafio que alguém me aponte, pelo menos 1 (um) versículo bíblico, em todo o livro de Atos dos Apóstolos, onde apareça o dom de interpretação de línguas estranhas. Simplesmente isto é impossível, porque em todo o livro de Atos nem sequer são citadas as línguas estranhas (desconhecidas, angelicais, celestiais), então interpretar o que? Pois onde tiver tiver língua estranha audível em público obrigatoriamente precisa ter intérprete humano, do estranho ao humano, para que possamos entender, e para cumprimento de ordem bíblica (I Coríntios 14:26-28).

            Eis a ordem bíblica: E se alguém falar em língua estranha, faça-se isso por dois, ou quando muito três, e por sua vez, e haja intérprete. Mas, se não houver intérprete, esteja calado na igreja, e fale consigo mesmo, e com Deus.” Durante um culto, reunião de oração, etc. mesmo que a atividade religiosa dure meio dia sem parar, podem ter no máximo três pessoas com línguas estranhas audíveis, somente uma de cada vez, e ainda obrigatoriamente precisa ter intérprete humano do estranho ao humano. Se não tiver intérprete humano é para, obrigatoriamente, calar a boca, ficar de boca fechada somente em pensamento, consigo mesmo e com Deus. E tal intérprete verdadeiro de Deus praticamente não existe. O que se ouve por ai quase sempre são “chutes” e adivinhações carnais ou a atuação de espíritos enganadores.

            Quando eu ainda não havia recebido o dom de línguas (verdadeiro) e visitava igrejas pentecostais, eu presenciava líderes querendo forçar os seus discípulos a buscarem tal dom, ensinando-os, de maneira ridícula, como enrolar a língua, como treinar com a língua, etc. para supostamente obter tal dom. Soube que existem até mesmo livros ensinando como treinar para obter falsamente tal dom. Acredito que 95% das atuais línguas estranhas são carnais ou de espíritos enganadores. O Espírito Santo não força nada. E somente reparte o dom que Ele quiser, para quem Ele quiser, se Ele quiser e quando Ele quiser. Nenhum ser humano manda no Espírito Santo.

            Já ouvi falso argumento: “Eu só falo baixinho em língua estranha, sem atrapalhar a igreja”. É uma maldosa e falsa justificativa para poder se exibir diante das ingênuas vítimas. Se não tiver intérprete humano a ordem de Deus é ficar totalmente de boca fechada só em pensamento. Outro falso e perigoso argumento:Eu só falo três a quatro palavras em língua estranha, esperando que apareça algum intérprete”. Ou tal pessoa está se enganando a si mesma, como masoquista, porque intérprete verdadeiro praticamente não existe; ou está mentindo contra o Espirito Santo, querendo se exibir e aparecer perante as incautas vítimas, como um “sepulcro caiado”.

          Como é o livro de Atos dos Apóstolos que relata o evento do Pentecostes e dos outros batismos com o Espírito Santo, concluímos que no Pentecostes e nos outros batismos com o Espírito Santo não existiram línguas estranhas. As línguas do Pentecostes (Atos 2:1-13), dos gentios (Atos 10:44-48), e dos efésios (Atos 19:6), foram apenas idiomas espirituais humano estrangeiros, sem tradutor humano e sem intérprete humanoFoi falado diretamente o natural idioma materno de cada Nação ali representada, sem necessidade de intérprete humano. Provem-me onde aparece tal intérprete humano em todo o livro de Atos dos Apóstolos, para cumprimento da ordem bíblica de I Coríntios 14:26-28.

          Que eu me lembre, em todo o Novo Testamento somente aparecem línguas estranhas (desconhecidas) na primeira epístola de Paulo aos Coríntios, capítulos 12 e 14, e talvez 13:1. E ali mesmo em Corinto quase foram extintas, devido ao cala boca de Paulo nos falsários exibicionistas. Porque quando audíveis precisam obrigatoriamente ter intérprete humano, e tal intérprete verdadeiro, pela atuação do Espírito Santo, praticamente não existe. O que se ouve por ai geralmente são “chutes” e adivinhações carnais, ou a atuação de espíritos enganadores.

          Mas então, já que estavam quase extintas, por que as línguas estranhas voltaram em cena, desde há uns dois séculos, aqui no Brasil? Porque o movimento pentecostal foi iniciado no Brasil por intermédio de dois falsários “missionários” maçons. Segundo matéria de Internet eles foram expulsos da Igreja Batista no Sul dos EUA. Tenho uma prova escrita impressa como documento, por um maçom ativo do maior grau 33, em que ele está “dedurando” seus “irmãos” satanistas maçons: E também, os missionários Daniel Berg e Gunnar Vingren (fundadores da Assembleia de Deus) só receberam a ajuda de um pastor batista, porque este pastor batista era um maçom que estava ajudando seus ambos irmãos maçons, como manda a fraternidade – Mas isto é outra história.” Para os satânicos maçons não interessa salvar almas para Cristo e sim apenas encher os templos de vítimas enganadas e ter muito dinheiro no caixa da tesouraria. 

          Quando um satânico maçom atinge o maior grau 33 está apto a ter a sua própria Loja Maçônica para ganhar muito dinheiro das demais vítimas do Diabo; ou para inventar alguma moda satânica dentro do cristianismo, ou criar uma nova seita, para desviar as vítimas do verdadeiro Evangelho de Cristo. 

          A moda das falsas línguas estranhas pegou rapidamente porque os falsários maçons mentiram que as línguas do Pentecostes foram, supostamente, línguas estranhas (cadê os intérpretes humanos?). Em consequência também mentiram que só é batizado com o Espírito Santo quem falar em línguas estranhas. Um abismo chama outro abismo!  Então as vítimas, geralmente de pouca cultura ou sem base bíblica, “se achavam” importantes podendo falar, na maioria das vezes, falsas línguas estranhas carnais. Podendo transparecer uma ideia de suposta maior santidade. E os “sepulcros caiados” se aproveitaram da ideia para ter mais credibilidade diante das suas incautas vítimas.

          Se três mais dois são cinco então pela lógica matemática cinco menos três são dois. Dessa mesma forma, por aplicação estendida, em I Cor. 14:2 afirma taxativamente, que aquele que fala em língua estranha não fala aos homens, e ainda que nenhum ser humano entende as línguas estranhas. Conclusão: isto é prova fatal, pela lógica matemática, que as línguas faladas no Pentecostes não foram línguas estranhasPorque as línguas do Pentecostes foram direcionadas exatamente aos homens. E lá sempre algum crente estrangeiro entendeu o idioma humano de sua Nação,  sem intérprete humano, falado diretamente pelo próprio Espírito Santo, usando apenas a boca dos discípulos de Cristo, todos apenas galileus (Atos 2:7), que, aliás, dentre eles (talvez 120) estavam os apóstolos, que já haviam recebido o batismo com o Espírito Santo antes do Pentecostes, pelo próprio Deus Filho (João 20:22) sem qualquer associação com línguas espirituais. Portanto, está provado também que o batismo com o Espírito Santo não depende de línguas estranhas. Cuidado com essa mundial “arapuca” maçônica secular!

          Incoerentes já me afirmaram que João 20:22 não foi o batismo com o Espírito Santo dos apóstolos. Mas concordam que o batismo com o Espírito Santo é um revestimento de poder do Espírito Santo. Assim estão “num beco sem saída”: terão de provar que até aquele momento os apóstolos ainda eram ímpiossem ter o Espírito Santo. Para os apóstolos o evento de João 20:22 foi uma segunda dose de Espírito Santo (pois já tinham a atuação do Espírito Santo desde antes conforme João 14:17), ou seja: João 20:22 foi o batismo com o Espírito Santo para os apóstolos. Além disto, foi operado pelo próprio Deus Filho, o Senhor Jesus Cristo, que batiza com o Espírito Santo e com fogo (Lucas 3:16). Precisa explicar mais alguma coisa?

          Segundo me consta línguas estranhas satânicas existem desde a antiguidade. Mas as línguas estranhas espirituais (desconhecidas, angelicais, celestiais) que os pentecostais tanto propagam, somente começaram a existir (Novo Testamento) na igreja de Corinto, no ano de 56 d.C. E lá mesmo, naquela igreja e época quase desapareceram, porque depois quase perderam sua finalidade. Portanto, as línguas estranhas espirituais verdadeiras de Deus (neo-testamentárias) só começaram a existir biblicamente décadas de anos depois do evento do Pentecostes. Existem três tipos diferentes de línguas espirituais verdadeiras pela atuação do Espírito Santo no ser humano: 1) línguas estranhas (desconhecidas, angelicais, celestiais); 2) interpretação de línguas estranhas em Português (nosso caso de brasileiros); 3) idiomas (línguas) humanos espirituais estrangeiros (que foram os idiomas humanos espirituais do Pentecostes e outros batismos com o Espírito Santo registrados no livro de Atos).

          Tanto faz dizer que são línguas estranhas como dizer que são línguas desconhecidas. Na verdade nenhum ser humano entende tais línguas (I Cor. 14:2), porque não são humanas e sim: a) angelicais (celestiais) raríssimas; b) ou apenas inventadas carnalmente a bel-prazer (a grande maioria); c) ou de espíritos enganadores (demônios). Quando audíveis em público precisam obrigatoriamente de intérprete humano, do estranho ao humano, para que possamos entendê-las e para cumprimento de ordem bíblica. Aliás, esta é a prova fatal de que no Pentecostes não existiram línguas estranhas: lá sempre alguém entendeu o seu respectivo, particular e direto idioma humano natural materno, sem existir intérprete humano. Cuidado com essa “arapuca” maçônica secular enganando as suas vítimas.

          Analisando o evento do Pentecostes concluo que ele foi um derramamento do Espírito Santo, tanto para os galileus que falaram os idiomas espirituais humanos, como para os crentes estrangeiros que ouviram diretamente seus idiomas nacionais exclusivos. E que o Pentecostes foi o batismo com o Espírito Santo para os galileus não apóstolos e para os cristãos estrangeiros. Pois pelo menos os apóstolos já haviam recebido o batismo com o Espírito Santo antes do Pentecostes (João 20:22). E que em absoluto, tais línguas não tiveram nada a ver com as línguas estranhas, que só apareceram pela primeira vez no Novo Testamento, na igreja degradante de Corinto, no ano 56 d.C.

          O batismo com o Espírito Santo dos samaritanos em Atos 8:14-17 nem sequer menciona se alguém falou em língua (idioma espiritual humano estrangeiro) e isto tem lógica: o batismo com o Espírito Santo não depende nem mesmo de idioma espiritual humano estrangeiro, como aconteceu também com os apóstolos de Jesus antes do Pentecostes (quando ainda não existiam línguas espirituais neo-testamentárias verdadeiras), conforme João 20:22. Caso contrário, se hoje alguém quisesse receber o batismo com o Espírito Santo deveria levar muitos estrangeiros nos cultos, como no Pentecostes, para que então se falasse diretamente os idiomas estrangeiros deles, o que é ridículo absurdo. O batismo com o Espírito Santo, tanto dos apóstolos como dos samatiranos, ficou caracterizado na expressão: “receber o Espírito Santo“. Não teve nada a ver com nenhum dos 3 tipos de línguas espirituais.

          Pentecostes visou os cristãos estrangeiros e por isto houve a necessidade de idiomas espirituais estrangeiros. Atos 2:4 afirma que os discípulos de Cristo falaramnoutras línguas“, isto é, ou já falaram diretamente o idioma estrangeiro de algum cristão estrangeiro, de modo sobrenatural sem conhecer tal idioma, e sem a necessidade de tradutor ou intérprete humano; ou falaram seu idioma natural galileu, mas os estrangeiros já ouviram-nos diretamente em seus idiomas particulares de suas Nações, sem tradutor, sem intérprete humano. Possivelmente o discípulo de Cristo falou seu próprio idioma galileu natural materno, e os cristãos estrangeiros (até mesmo os ímpios estrangeiros) já ouviram-nos diretamente em seus particulares idiomas de suas Nações, de modo sobrenatural pela atuação do Espírito Santo, como acontece hoje. Não teve nada a ver com as línguas estranhas.

          Sabe-se de alguns casos em que brasileiro falou normalmente o nosso idioma Português. Porém algum visitante estrangeiro ouviu diretamente no idioma de sua Nação, sem existir tradutor ou intérprete humano. Por exemplo: um Pastor brasileiro fez a pregação do culto naturalmente em Português. Não falou uma palavra sequer em língua estranha ou em Japonês. Mas um visitante japonês, que não falava e não entendia Português, e que veio visitar irmãos genéticos brasileiros, que falavam e entendiam os dois idiomas, acompanhando-os à igreja para não ficar sozinho em casa, comentou depois (para seus familiares brasileiros) a pregação de que ele ouviu tudo diretamente no seu próprio idioma Japonês.

          Outro relato de missionário estrangeiro que falou para os índios em Inglês (sem ter outra opção). Porém os índios ouviram-no em sua própria língua indígena, sem tradutor humano e sem intérprete humano. Sempre foi o agir sobrenatural do Espírito Santo. Isto acontece hoje, e possivelmente foi o mesmo que aconteceu no evento do Pentecostes. Trata-se do dom espiritual de idioma humano estrangeiro. Não teve nada a ver com as línguas estranhas da igreja degradante de Corinto. 

          Um amigo Pastor relatou-me outro fato histórico que vou descrever apenas de modo circunstanciado, porque não lembro mais os fatos exatos. Um certo turista estrangeiro (alemão?) estava aqui em Campo Grande – MS, a passeio, e ficou gravemente doente sendo hospitalizado na Santa Casa. Os médicos imaginavam que ele poderia até morrer sem cura. Uma enfermeira crente evangélica ficou com pena do moribundo e orou por ele em voz alta. Ela era descendente de uma tribo indígena, parece-me que de Miranda-MS, e somente sabia falar o idioma Português. No dia seguinte o turista estava totalmente curado podendo receber alta hospitalar. Porém os médicos ficaram intrigados, porque não conseguiam entender tal cura. Conseguiram um tradutor para o turista e quiseram saber sobre qual o motivo da repentina cura. Então o turista disse que após a enfermeira orar para Deus no idioma dele ele creu no resultado da oração e ficou curado instantaneamente. Conclusão: ou a enfermeira orou diretamente, sem saber, pela atuação do Espírito Santo, no idioma do turista. Ou ela orou em Português e o Espírito Santo fez a tradução instantânea na mente do turista. Não teve nada a ver com língua estranha, porque não tinha intérprete humano.

          Biblicamente existem dois batismos: 1) o batismo de conversão ao Triúno Deus, feito mediante afundamento na água, em nome do Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo; 2) o batismo com o Espírito Santo. Qualquer dom espiritual: pastorado (o maior dom espiritual conforme I Cor. 12:28,31), e que substituiu a função de apóstolo), profecia, , dom de cura, discernimento de espíritos, ensino bíblico verdadeiro, etc. é sinal de batismo com o Espírito Santo, geralmente um revestimento de poder adicional (posterior) ao batismo de conversão na água, como aconteceu em Atos 8:14-17 e Atos 19:5-6.

          Porém, pode vir antes do batismo na água, como aconteceu com os gentios em Atos 10:44-48. E todos os três casos (samaritanos, gentios, e efésios) esclarecem taxativamente que sempre foram 2 (dois) batismos distintos (separados) para cada pessoa. Alias, os efésios receberam no total três batismos: 1º) de arrependimento de pecados (verso 3) apenas em nome de Deus (Pai), feito por João Batista; 2º) no nome do Triúno Deus (verso 5), por Paulo, que embora mencione apenas Jesus Cristo pode-se provar que foi em nome do Triúno Deus; 3º) batismo com o Espírito Santo (verso 6). Por que o batismo de conversão ao Triúno Deus deve ser feito por total afundamento na água? Porque ele representa o sepultamento (Rom. 6:4) da natureza pecaminosa. Aliás, o leitor conhece alguém sepultado apenas com uma mãozada de terra na cabeça?

          Um amigo meu, colega Pastor, presenciou dois falsários exibicionistas carnais tramando entre si, durante um suposto culto evangélico pentecostal, que o primeiro deles iria falar em língua estranha (muito estranha mesmo…) enquanto que o outro a interpretaria em Português (para enganar ainda mais os membros incautos daquela igreja). Então o outro que deveria interpretar indagou ao primeiro sobre o que deveria falar como suposta interpretação. O primeiro sugeriu: “Ah! Diga qualquer coisa.” Dá-me tristeza e revolta contra tais falsários “sepulcros caiados” tidos por santarrões, na conta de ingênuas vítimas enganadas.

          É muito fácil para desmascarar falsários exibicionistas. No caso do parágrafo anterior nunca, jamais, um real filho de Deus pode partir da premissa que vai falar em língua estranha, porque isto seria querer ter mais autoridade que o próprio Deus Espírito Santo, blasfemando contra Ele sem direito a perdão. Pois é única e exclusivamente o Espírito Santo quem distribui a língua estranha verdadeira da parte de Deus, somente a quem Ele quiser, se Ele quiser, e quando Ele quiser. Portanto, alguém afirmar com antecedência que vai falar em língua estranha, isto é planejamento que só pode ser de atuação carnal ou até pela atuação de demônios. Fique esperto! Ainda mais é clara atuação do Diabo alguém partir da premissa que vai interpretar a língua estranha, já que intérprete verdadeiro de Deus, pela atuação do Espírito Santo, é tão raríssimo que praticamente não existe.

          O leitor pode observar que quanto mais “nó cego” falsário seja o líder pentecostalneo-pentecostalrenovado, etc. mais ele abusa de falsa língua estranha. Já que psicologicamente ele se sente forçado a esconder seus pecados atrás de uma “capa” de suposta grande santidade, usando falsa língua estranha para enganar as vítimas. As falsas línguas estranhas também podem servir de exibicionismo perante vítimas aculturadas, e para esconder deficiências, como péssimo  pregador E basta fazer concessões ao Diabo que o sucesso, em cima dos ingênuos, está garantido, com igrejas cheias de vítimas ou de pessoas pérfidas. Já presenciei falsários até fazendo gestos obscenos contra os membros sem eles perceberem devido a cegueira espiritual. Talvez os farsantes pregadores estivessem obedecendo a acordo maçônico com o Diabo. Veja o vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=NAcSbYBX2zM

          Nesses tipos de igrejas geralmente têm muitos obreiros no altar ao lado do púlpito: Pastores (maçons?), presbíteros, diáconos, levitas, etc. Algumas vezes têm muitos “caciques” para poucos “índios”. Porque assim que alguém é batizado inventa falsa língua estranha carnal para se exibir, e então imediatamente é promovido. Depois de meio ano, sem nunca ter cursado Teologia já é ordenado suposto Pastor. Mas não passa de um mero “guia cego” neófito, porém muito esperto para enganar as vítimas incautas. Suas características são convencer as vítimas “na marra” com: gritos, pulos, “palhaçadas”, sapateados, pancadas no púlpito para intimidar as vítimas com o alto som, riso forçado, corridas na nave do templo, “pagando mico” através de suposta língua estranha carnal e sem intérprete, distribuindo “profetadas” dentre os membros ingênuos, e outras artimanhas psicoterapêuticas inventadas pelo Diabo.

          Tenho ouvido também pregações (exemplo: pelo rádio) em que os pregadores modificam as suas vozes de modo ridículo para enganar as vítimas, querendo transparecer maior santidade e espiritualidade, enquanto que, possivelmente tais pregadores são uns “sepulcros caiados”. Um(a) verdadeiro(a) servo(a) de Deus prega naturalmente convencendo os filhos de Deus através do Espírito Santo, sem precisar usar expedientes psicoterapêuticos do Diabo. Enquanto me dava nojo de ouvir a voz baixa, cantada e hipócrita da satânica besta apocalíptica “Papa” João Paulo II, agora há os hipócritas pentecostais (como o Mis. Davi Miranda, suposto satânico maçom do maior grau 33), neo-pentecostais e renovados, que infelizmente conseguem hipnotizar grandes plateias de vítimas, com as suas vozes modificadas: gritadas, cantadas, “rasgadas”, “chorosas”, etc. enfim, alteradas de propósito para “embriagar” as suas incautas vítimas.

          Aproximadamente em 2008 (atualizado em 17/10/2013) uma missionária pentecostal de São Paulo me relatou um episódio ocorrido numa igreja do interior do seu Estado: por indicação pregou um obreiro de fora que falava muito em língua estranha e então quase todas as vítimas ou falsários (dezenas de pessoas) daquela igreja começaram a falar também em supostas línguas estranhas ao mesmo tempo, naquele culto. Foi um suposto fogo do espírito: muitos incautos exibicionistas carnais ou falsários chorando, “se achando” muito santos e espirituais, até que provavelmente Deus mandou o falsário pregador se identificar como sendo um satânico macumbeiro. É isto o que dá quando exibicionistas pecam contra o Espírito Santo (I Cor. 14:26-28).

          Frequentemente ouço queixas de irmãos que foram questionados previamente por pseudopastores, sobre seus problemas, como doenças. E depois tais “Pastores”, na maior “cara de pau” e em público mentirem contra o Espírito Santo  sem direito a perdão (Mateus 12:32) dizendo que foi o Espírito Santo quem, supostamente, lhes revelou tais problemas. Essa tática satânica também é usada por “Pastoras” e outros(as) obreiros(as), como falsos profetas. Os falsários perderam totalmente o temor de Deus. Para enganar as vítimas vendem sua própria alma ao Diabo.

          Quase todas as seitas satânicas, e heresias dentro do cristianismo (“ondas da moda” que as pessoas leigas na Bíblia, de pouca cultura ou pérfidas gostam) foram inventadas por maçons (pesquise na Internet). Quanto ao batismo com o Espírito Santo, eu mesmo sou batizado com o Espírito Santo desde 1979. E também tenho o verdadeiro dom de línguas desde 1989.  Mas não tenho o dom de interpretação de línguas estranhas (I Cor. 14:13) que é raríssimo. E por isto eu não devo entristecer (pecar contra) o Espírito Santo falando línguas estranhas audíveis em público, porque tenho o temor de Deus.  Em I Cor. 14:13 diz: “Pelo que o que fala língua estranha, ore para que a possa interpretar“. Portanto, se você próprio não tem o verdadeiro dom (um em mil) de interpretação de língua estranha faça um grande favor a si próprio: obedeça à Bíblia e a Deus ficando calado!

          Como intérprete verdadeiro de Deus praticamente não existe, as interpretações se resumem a dois casos: a) intérprete possesso ou encostado de demônios: língua estranha com imediata interpretação (umas 3 a 4 palavras ou uma frase curta) com lógica, exatidão e coerência. Mas qualquer filho de Deus que tenha o dom de discernimento de espíritos descobre que é o Diabo falando por intermédio da sua vítima para nos enganar; b) interpretação carnal com “chutes” e adivinhações: tudo sem lógica, sem nexo, bagunçado. Às vezes o falsário é tão ignorante que fala muito tempo em língua estranha para depois simular interpretação, como se tivesse memória de computador. Qualquer leigo no assunto descobre que se trata de falsa interpretação carnal. Já ouvi um falsário falar palavras repetidas, porém, na falsa interpretação não repetiu nada. Talvez eles pensem que somos idiotas. E logicamente, 99% das supostas línguas estranhas não têm intérprete algum, nem mesmo carnal ou satânico. Cerca de 95% das línguas estranhas são falsas com a finalidade de exibicionismo, desobedecendo à ordem de I Co. 14:26-28.

          No evento do Pentecostes houve a necessidade do dom espiritual de idioma humano estrangeiro (sem intérprete) devido aos muitos estrangeiros presentes. Já quanto às línguas estranhas aconteceu semelhantemente na grande cidade de Corinto, situada entre duas cidades portuárias e por isto era rota de passagem obrigatória para: marinheiros, comerciantes e turistas. Existiam muitas prostitutas profissionais e cultuais (rituais satânicos) em Corinto, que para serem logo identificadas pelos fornicários e adúlteros, as prostitutas raspavam suas cabeças ou tosquiavam seus cabelos. Mas quando se convertiam ao Senhor Jesus Cristo usavam véu na cabeça (ordem do apóstolo Paulo) para evitar discriminação entre as mulheres (hoje e aqui longe no Ocidente não temos mais nada a ver com aquela situação). 

          Para as mulheres atualmente vale a instrução de I Cor. 11:14-15 onde se deduz: em lugar de véu ter cabelo um pouco mais comprido que o de homem, para se diferenciar do homem (não aconselho uma mulher usar cabelo muito comprido até a cintura, porque não creio ter tal ordem bíblica e tem o inconveniente de perda de tempo e gasto financeiro desperdiçado para cuidar de um cabelo tão comprido). Por Corinto passavam pessoas da Itália, Alexandria, Síria, Espanha, Constantinopla, Fenícia, Palestina, etc. e por isto Deus concedeu aos Coríntios os três dons espirituais de línguas. Mas como era uma igreja muito problemática, com muitos falsários exibicionistas arrogantes, logo Paulo precisou mandá-los calarem a boca. E por isto ali mesmo as línguas estranhas praticamente desapareceram. Porém recentemente o Diabo, sempre muito ardiloso, usou satânicos maçons com as duas mentiras anteriormente descritas, para reavivar as esquecidas línguas estranhas e criar falsários exibicionistas.

          Nos anos finais da década de 1980 eu visitava todo tipo de igrejas evangélicas e protestantes. Dava-me profunda tristeza presenciando jovens se “descabelando”, gritando, estrebuchando, “derretendo-se” em prantos, pulando, rolando, na busca do dom de línguas estranhas. Porque eles eram literal, efetiva e ignorantemente discriminados religiosamente, acreditando na teoria satânica maçônica de que no Pentecostes supostamente foram faladas línguas estranhas. E na mentira de que aquele que não tem o dom de línguas estranhas supostamente também não é batizado com o Espírito Santo. São duas mentiras maçônicas do Diabo que estão infernizando a vida das vítimas no  mundo todo.

          Eram caluniosamente discriminados, considerados inferiores religiosamente, quase indignos de servirem a Deus. Alguns jovens que não obtinham tal dom de modo honesto ficavam frustrados e revoltados contra Deus, humanamente enganados pensando que eram indignos de serem filhos de Deus, se afastando de Deus, ficando vulneráveis à atuação do Diabo. Segundo pesquisa a maioria dos criminosos, traficantes, drogados, loucos de hospícios, etc. são justamente de origem de baixos e altos espiritismos, e de igrejas pentecostais.

          A igreja cristã geral de hoje vive um contexto semelhante ao da igreja degradante de Corinto do ano 56 d.C. Senão vejamos: exibicionistas ao extremo (tanto que Paulo precisou mandá-los calarem a boca em I Cor. 14:26-28); ignorantes (I Cor. 1:11-13); carnais (3:1); imorais (5:1); entregando um próprio irmão de fé à justiça mundana (6:4-8); idólatras (10:14); briguentos durante o culto (11:17-18); profanadores da Ceia do Senhor (11:20-22); indecentes no culto (14:40); cúmplices de infidelidade (II Cor. 6:14-18); tolerando falsos mestres (II Cor. 11:13-15); e sendo pecadores impenitentes (II Cor. 12:21). Não é um retrato semelhante ao das igrejas de hoje? São uns falsários exibicionistas carnais arrogantes, com exceção das pessoas que até aqui eram enganadas por maçons, inocentes e ingênuas, atuando na “onda da moda” como “Maria vai com as outras“, mas que a partir de agora, com esta leitura não têm mais desculpa de inocência.

          Concluindo este tópico solicito ao leitor não sair da sua igreja se lá existir líder ou outra pessoa se exibindo com língua estranha sem intérprete, mesmo sabendo que quase todas as línguas estranhas (cerca de 95%) são carnais ou de demônios. E muito cuidado com intérprete: 99% dos atuais intérpretes são carnais ou estão sendo usados por espíritos enganadores. Apenas procure conscientizar os incautos ou pérfidos exibicionistas de que eles estão desobedecendo a Bíblia, desobedecendo a Deus, pecando contra o Espírito Santo, e ainda, de modo ridículo, estão “pagando mico” em público.

 Para ter acesso a todos os tópicos do site geral inicial clique neste link: https://www.laurohenchen.com.br

 

CAIR NO ESPÍRITO E SOCIEDADES SECRETAS

          Alguém poderia indagar: o que tem a ver as sociedades secretas com o movimento cair no espírito? Por trás de tal movimento satânico (hipnotismo demoníaco) geralmente está algum agente secreto dos illuminati e/ou algum maçom, diabolizando a Igreja de Cristo para entregá-la ao futuro falso profeta na época do futuro Anticristo, a besta da terra. Portanto, são agentes de Satanás simulando serem cristãos, uns supostos filhos de Deus. Utilizam muito a moderna Psicoterapia que se baseia em teorias satânicas de exorcistas, magnetizadores e hipnotizadores. Psicoterapia é falsa religião querendo se passar por ciência, combatendo a verdadeira religião, conforme prova a revista internacional Chamada da Meia-Noite, edição de janeiro/2005, páginas 9 e 10. Fique esperto contra as igrejas psicoterapêuticas, que usam a satânica Psicoterapia.

          O movimento “cair no espírito” também é conhecido como “bênção de Toronto“, mas na prática é a “maldição de Toronto“. Porque com grande probabilidade se trata de blasfêmia contra o Espírito Santo, sem direito a perdão, o que veremos ao longo deste tópico, com as devidas provas, inclusive de um Pastor co-fundador desse movimento satânico em Toronto (Canadá). Você entendeu agora por que no Canadá tem muitas igrejas heréticas disfarçadas de evangélicas e protestantes? O homossexualismo está com a corda toda e parece que Satanás “sentou praça” por lá. Mas como o assunto deste tópico algumas vezes está associado com maçons e illuminati também vou escrever um pouco sobre eles.

          Um dos maiores satanistas do mundo que fazem sucesso em cima da “maldição de Toronto” é o adorado semi-deus Benny Hinn, que declarou que Jesus Cristo assumiu a natureza de Satanás (onde está escrito isto na Bíblia?). E que no seu livro: “Bom Dia, Espírito Santo“, na versão original em inglês, página 56, chegou ao cúmulo da blasfêmia de dizer que o Espírito Santo implorou para que Hinn ficasse mais 5 minutos em Sua presença, isto é, Hinn “se acha” superior ao Espírito Santo. Isto é blasfêmia contra o Espírito Santo, sem direito a perdão.

          Benny Hinn tem tanto poder do Diabo que basta ele arremessar seu paletó ou direcionar seus braços na direção das incautas vítimas que, encostadas ou possessas de demônios caem às dezenas, no piso. Segundo várias fontes de Internet Benny Hinn é um satânico maçom “capacho” dos Illuminati, se denunciando até mesmo através de mão chifrada (não confundir com o V de vitória), gestos característicos com a mão e dois dedos simbolizando a cabeça e os chifres do satânico bode Baphomet da maçonaria e dos Illuminati. Leia na Internet o blog: http://comunidadevidaeterna.blogspot.com.br/2012/06/conheca-benny-hinn.html  

          Através de Mateus 12:31-32 tudo o que for falado contra o Espírito Santo não tem perdão, por ser blasfêmia contra Ele. Atribuir ao Diabo (como fizeram os fariseus) algum milagre na realidade feito pelo Espírito Santo é blasfemar contra o Espírito Santo: não tem perdão. Alguém “se achar” superior ao Espírito Santo (como fez Benny Hinn) é falar contra Ele. Usar o Espírito Santo para fazer ameaças contra alguém, como se mandasse nEle (como fez Davi Miranda, suposto maçom grau 33), é falar contra Ele. Dizer que o Espírito Santo é um simples poder cósmico ou uma simples força da natureza é falar contra Ele, rebaixando-O.

          Se colocar no lugar do Espírito Santo (título 666 dos “Papas”) é falar contra Ele. Debochar do Espírito Santo (pesquise na Internet: boca suja mulher benny hinn) é blasfemar contra Ele. Todas essas situações (ainda têm outras) são blasfêmias contra o Espírito Santo, sem direito a perdão. Já o simples pecado contra o Espírito Santo (contra o Triúno Deus) todos os seres humanos cometem. Que entristecem o Espírito Santo, e se forem constantes e graves afastam o Espírito Santo, ficando o pecador vulnerável à atuação de Satanás. Este é o caso desde crianças, que em sã consciência deixam de ser inocentes, pecando muito, perdendo a salvação.

          Segundo a mentalidade satânica dos illuminati e de outras seitas satânicas como: jesuítas, maçonaria, cavaleiros de malta, rosacruzlions clubrotary clubbaixos e altos espiritismos, islamismo, budismo, hinduísmognosticismo, igreja messiânicaigreja do Rev. Moon, testemunhas de Jeová, mórmonsseicho-no-iê, yoga, nova era, etc. o Espírito Santo, supostamente, não é a terceira pessoa do Triúno Deus. Eles nem sequer acreditam em Triúno Deus. Não acreditam que o Espírito Santo é Deus, ou seja, não acreditam na Bíblia e por isto estão condenados ao Inferno como incrédulos, por Apocalipse 21:8. Para eles o Espírito Santo, supostamente, é apenas um simples poder cósmico ou uma simples força da natureza. Com tal afirmação satânica estão mentindo a cerca do  Espírito Santo, diminuindo, rebaixando, difamando, caluniando, ultrajando e ofendendo o Deus Espírito Santo, blasfemando contra Ele, sem direito a perdão.

          Repetindo: pela Lógica e pela Bíblia todo e qualquer: illuminati, maçom, rosacruz, cavaleiro de malta, espírita, etc. blasfema contra o Espírito Santo sem direito a perdão. É exatamente por isto que dificilmente se consegue salvar a alma desses satanistas para Cristo. Segundo todas as seitas satânicas relacionadas no parágrafo anterior, principalmente maçons e espíritas, o Céu e o Inferno são apenas estados de consciência“. Para os maçons dos maiores graus: 33, 32, 31 e 30 o suposto Lúcifer (tal palavra não existe na Bíblia verdadeira) não é Satanás e sim o próprio Deus. Não acreditam em pecado, Inferno e nem sequer em Juízo Final. Na ideia deles Jesus Cristo é um mero “zero à esquerda”.

          Vou transcrever ao leitor uma afirmação extremamente satânica do “Papa” Universal da Maçonaria: Para vocês, Soberanos Grandes Inspetores Gerais, nós dizemos isto, que vocês podem repetir para os irmãos dos graus 32, 31 e 30: a Religião Maçônica deve ser, por todos nós iniciados dos altos níveis, mantida na pureza da Doutrina Luciferiana“; “Sim, Lúcifer é Deus…“; (Instrutions to the 23 Supreme Councils of the Word, Albert Pike, Grand Commander, Sovereing Pontiff of Universal Freemasonry, July 14, 1889). Como se lê: Albert Pike era o grande comandante, soberano “papa” universal da maçonaria, declarando que a maçonaria é uma religião que adora o Diabo. Durma com um barulho desses!            

          A palavra “Lúcifer  nem sequer aparece na Bíblia verdadeira. No seu lugar aparecem expressões como:querubim da guarda ungido, “estrela da manhã, etc. sempre se referindo a uma criatura superior que era celestial e se rebelou contra Deus tornando-se infernal. O suposto “Lúcifer” foi o maioral dos querubins, o maior ser angelical, celestial, da Criação de Deus, menor apenas que o Triúno Deus. Tanto que tinha adjetivos iguais ou parecidos com os do próprio Senhor Jesus Cristo. Pois Jesus Cristo é a Estrela da ManhãLuz do Mundo, etc. O Diabo “se achou” com poder e autoridade superiores que os do Deus Filho e iguais aos do Deus Pai, esquecendo-se que, enquanto o Deus Filho é o Criador e Dono do Universo, ele (Satanás) é uma simples criatura. No futuro Satanás (Lúcifer para os maçons) será posto por estrado debaixo dos pés de Jesus Cristo.

          É útil repetir aqui um parágrafo do primeiro tópico deste site: milhares de profecias bíblicas, mesmo milenares, previstas para se cumprirem até hoje realmente se cumpriram literalmente, “ao pé da letra”, nos lugares geográficos e nos tempos pré-determinados, como provam as ciências História Geral, Geografia, Arqueologia, Matemática, etcPor isto só mesmo sendo um insensato ou pérfido para não acreditar na Bíblia e no exato cumprimento das profecias bíblicas ainda previstas para o futuro. Mas veja vem: eu escrevi profecias da Bíblia verdadeira (exemplo: Edição Revista e Corrigida, de João Ferreira de Almeida), e não de falsas “Bíblias” e de falsários satanistas. A Bíblia verdadeira é a única coleção de literaturas do Universo e de toda a História da Humanidade que merece 100% de credibilidade.

          Embora Jesus Cristo seja o Primogênito da Criação Ele não foi criado e sim foi gerado do próprio Deus Pai, como sendo o Filho Unigênito de Deus (João 1:14,18; 3:16-18; I João 4:9; etc.), o Filho de Deus, ou seja, o único, exato e real Deus Filho. A própria palavra Unigênito tem origem de geração, genética. Eis mais um absurdo ridículo de hereges: como Jesus Cristo poderia ser criado se Ele já era amado por Deus Pai antes da Criação (João 17:24)? Para o Senhor Jesus Cristo devemos usar o título Deus Filho, que é único em todo o Universo. Porque Filho de Deus pode confundir com um simples filho de Deus que é todo salvo em Cristo.

          A Bíblia e o meu livro: A Atuação do Espírito Santo provam que o Espírito Santo é uma real pessoa, com personalidade própria e independente de Deus Pai e de Deus Filho, porém uno com Eles. Quase tudo no Universo relacionado com Deus e com o ser humano está alicerçado em tripé. Em uma mesa apoiada sobre três pés colocados segundo triângulo equilátero, cada um deles é separado do outro. E basta tirar um deles que a mesa cai. O Espírito Santo é Onisciente, Onipresente e Onipotente. Como o Deus Pai e o Deus Filho o Espírito Santo também é Deus Todo Poderoso. Portanto, Ele é o exato e real Deus Espírito Santo. Não foi sem motivo que o Senhor Jesus Cristo nos deu ordem taxativa, inquestionável e incontestável de batizarmos em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

          Agora vou repetir a afirmação satânica do “papa” (Pontiff) universal da maçonaria, Albert Pike: “Sim, Lúcifer é Deus…” Como Deus é triúnoDeus PaiDeus Filho e Deus Espírito Santo percebemos que Albert Pike comparou o Deus Espírito Santo com Satanás (Lúcifer), Diabo. Será que o leitor ainda tem dúvida de que tal afirmação insana do “Pontiff” universal da maçonaria é a maior blasfêmia que pode existir contra o Deus Espírito Santo?

          O texto de Isaías 14:1-23 descreve sobre o rei de Babilônia e também sobre “Lúcifer” (sem citar este nome). Porém já li uns comentários bíblicos ridículos afirmando que aquele contexto todo não se refere ao suposto Lúcifer e sim somente ao ser humano, rei de Babilônia. Mas como poderia naquela época um real ser humano cair do céu (no mínimo aqui o céu deve ser o espaço sideral), se não existia avião e muito menos nave espacial para primeiro ir lá no céu e depois cair? 

          Aliás, em Ap. 12:7-9 também diz que a tal antiga serpente, suposto “Lúcifer”, dragão, Diabo e Satanás, foi expulso e atirado do céu para a Terra, juntamente com os seus anjos maus. Isto é um exato paralelismo com Isaías 14:12-15. O que os falsos teólogos não  sabem é que o mesmo único ser infernal maioral luciferiano tem nomes de acordo com as suas ações: ora é o Diabo, ora é Satanás, ora é o suposto “Lúcifer” se transformando em falso anjo de luz enganador, etc.

          Analisando-se com imparcialidade e honestidade Isaías 14:1-23 percebemos que os versículos 12 a 15 só podem se referir única e exclusivamente à descrição de uma criatura superior luciferiana (pelo contexto todo comparando o rei de Babilônia com tal criatura luciferiana). Nos versículos de 12 a 15 foram usadas palavras e expressões que nada tem a ver com um ser humano, tais como:estrela da manhã“, “filha da alva“, “caíste do céu“, “lançado por terra (desde o céu),acima das estrelas de Deus“, “serei semelhante ao Altíssimo“. 

          A ideia de que naquele contexto todo não foi descrito nada sobre uma criatura luciferiana é ideia de pessoas aculturadas, ou pessoas que agem como “Maria vai com as outras”, ou pérfidas. De alguém que não entende nada da ciência Português (interpretação de texto de leitura), ou de alguém que “se finge de morto para ganhar sapato novo”. Jeremias 3:15 afirma que um Pastor precisa ser inteligente e entender da CiênciaOs versículos 12 a 15 estão descrevendo única e exclusivamente o querubim maior da Criação, luciferiano, isto é, que antes de pecar era portador de luz. A palavra lúcifer  se originou de lux fero que quer dizer portador de luz e que só tinha sentido aplicada ao querubim maior ainda santo, antes de pecar. Hoje nem sequer existe mais o suposto “Lúcifer”, e sim apenas o Diabo, Satanás.

          Quero deixar bem claro que Satanás não é anjo de luz. Ele apenas pode enganar como se fosse anjo de luz (II Cor. 11:14). A palavra “Lúcifer” (portador de luz) associada com ele enquanto ainda era santo, o querubim maior da Criação, hoje não mais se aplica a ele: hoje Satanás é um tremendo portador de densas trevas infernais. Os maiores seres angelicais da Criação de Deus e de todo o Universo são os querubins, que têm parentesco com a alma, e é exatamente por isto que o Deus Pai (a Alma em pessoa) habita no meio dos querubins (Isaías 37:16). Agora o leitor deve ter entendido porque o maioral dos querubins antes de pecar “se achou” com autoridade superior que a do Deus Filho, querendo destronar o próprio Deus Pai. 

          Semelhantemente em Ezequiel 28:1-19 tem comparações entre o ser humano rei de Tiro com Satanás. E para os “teólogos” hipócritas afirmando que ali somente se fala do rei de Tiro eu pergunto: será que o ser humano rei de Tiro era um querubim (verso 14)? E para os satânicos maçons eu pergunto: será que um simples querubim (criatura) pode ser chamado de Deus? Quer dizer que o ser humano rei de Tiro estava no Jardim do Éden (verso 13 associado com Ap. 12:7-9) no início da Criação do Universo? Isto não passa de ignorante “ideia de jerico”. Pelo contrário quem estava lá infernizando Eva era exatamente a serpente, o grande “psicólogo”, o Diabo e Satanás, que comanda a maçonaria. Percebe-se que existem muitos discípulos do Diabo pensando que somos idiotas. Que, supostamente, podem-nos “empurrar goela abaixo” seus ignoranteslixosfilosófico-satânicos.

          A Bíblia descreve dois Jardins do Éden: Ez. 28:13 refere-se ao Éden celestial onde morava o maioral dos querubins, luciferiano, antes de pecar. Já Ap. 12:7-9 refere-se ao Éden terrestre onde a serpente incorporada do Diabo (ex-criatura luciferiana após pecar) enganou Eva segundo Gê. 3. Assim ficou provado que a criatura luciferiana de Ez. 28:13 não era o ser humano rei de Tiro e sim, o atual Satanás, chefe dos maçons.

          No desfile cívico-militar do dia sete de setembro deu-me profunda tristeza e pena de ver adolescentes marchando pela Ordem DeMolay (maçonaria). Pesquisei sobre tal satanice na Internet e encontrei a falsa informação: “… é a maior organização juvenil do mundo, de fins filosóficos, filantrópicos, e sem fins lucrativos.” Muito pelo contrário, deveria dizer: … é a maior ordem enganadora mundial, fundada pelo Diabo, que visa ensinar o caminho que conduz as vítimas ao Inferno, desde a sua ingênua adolescência.”

          Repetindo: a palavra “lúcifer” nem sequer é nome próprio, porque era apenas uma qualidade (portador de luz) do maioral dos querubins antes dele pecar. Hoje tal ex-querubim é o maior gênio do mal no Universo: Diabo, serpente que enganou Eva, Dragão do Apocalipse, Abadom, Apoliom, Satanás, etc. Ninguém, em sã consciência, como real filho de Deus, conhecedor de Bíblia, pode duvidar que tal querubim “portador de luz”, que era perfeito e se rebelou contra Deus, se transformou num ser infernal, num gênio do mal. Portanto, Albert Pike dizer que supostamente “Lúcifer é Deus”, isto é o cúmulo da hipocrisia, mau caratismo e da insanidade satânica, o cúmulo da blasfêmia contra o Deus Espírito Santo, sem direito a perdão. É afirmação insana de alguém que está “embriagado” de demônios.

          Os hipócritas maçons fazem tão grande inversão de valores que eu pergunto: Será que já chegou a vez de um poste urinar num cachorro? Como tudo está mudando daqui a pouco vão querer me convencer de que um homicida não é assassino e sim alguém que de dia é homem e de noite é a Cida… já que (li certa vez e não lembro a fonte): supostamente para um maçom chegar ao último grau 33 ele é forçado pelo Diabo a se tornar um homossexual e até praticar a nojenta zoofilia passiva. O Diabo os obriga a desonrarem seus corpos para debochar da imagem e semelhança do Triúno Deus. Segundo provas de ex-maçons os maçons ativos são forçados pelo Diabo a guardar segredos e encobrir crimes dos “irmãos” da sociedade secreta. Portanto, além de tremendos satanistas mentirosos e maus caráteres ainda são prejudiciais a todo e qualquer sistema jurídico de uma Nação.

          Voltando ao assunto sobre “Lucifer”, ficou provado que o suposto “Lúcifer” é o mesmo Diabo e SatanásVocê entendeu agora por que os maçons odeiam o livro de Apocalipse? O livro os condena ao eterno Inferno! Aliás, um maioral maçônico (abade católico): Eliphas Levi, definiu Satanás como sendo exatamente o mesmo suposto “portador de luz” (Lúcifer), conforme II Cor. 11:14. E agora “masoquistas” maçons, como fica a moral de vocês? Pode um maçom ir contra um irmão maçom? Na lei satânica de vocês tal rebeldia de um irmão maçom (chamar o suposto e inexistente “Lúcifer” de Satanás) não deve ser severamente castigada? Se você perguntar para qualquer maçom sobre a maçonaria ele vai lhe dizer que a maçonaria não é religião. Porém o maioral maçônico do mundo inteiro, que se dizia como sendo o “papa universal da maçonaria” garantiu que a maçonaria é  religião que adora o Diabo, conforme parágrafos anteriores.

          Você percebeu como o Diabo age como “camaleão” contra suas vítimas, de acordo com as suas conveniências? Analisando com atenção percebemos lógica da “malandragem” do Diabo por trás da satânica maçonaria: as instruções de Albert Pike foram dadas em segredo apenas para os “bodes” dos maiores graus 333231 e 30. Até o 4º grau ainda usam a Bíblia, para iludir as vítimas cristãs. Usam-na somente naquilo que lhes convém, e ainda falsificando sua interpretação alegoricamente. Como os donos das Lojas Maçônicas ganham muito dinheiro em cima das vítimas “masoquistas”, Albert Pike instruiu a cúpula da maçonaria, em livros, secretamente, que os maçons iniciados dos primeiros graus, e o povão em geral, devem ser enganados como “massa de manobra“, supostos profanos e ignorantesidiotas úteis. Veja o vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=27ZwZzGBuSI

          A maçonaria é exatamente o oposto do verdadeiro Evangelho de Cristo. Porque a maçonaria faz discriminação contra: pobresmulheres e analfabetos. Dentro da própria maçonaria o Diabo faz discriminação dentro de um mesmo maior grau: os “bodes” mais ricos, poderosos políticos, intelectuais, etc. sofrem menor rigor quanto à exigência de adoração humilhante e cruel do que um “bode” de menor projeção, mesmo sendo do maior grau 33. Que moral tem um falso “Pastor” maçom para pregar o Evangelho de Cristo?

          E o “papa” universal da maçonaria Albert Pike também foi o chefe da terrível seita satânica  Ku Klux Klan, que mata os negros. Deve ser um dos grandes motivos pelos quais (li certa vez) quando um maçom ou outro satanista tem morte consciente, lenta e assistida ele implora apavorado para as pessoas presentes não o deixarem morrer, alegando que já vê os “capetinhas” esperando, prontos para levarem a alma dele ao Inferno.

          Vamos imaginar o que se passa na mente de um pseudopastor maçom dos maiores graus 30, 31, 32 e 33. Para ele o único deus do bem é Lúcifer (doutrina luciferiana de Albert Pike). Não importa que nome dão a “Lúcifer”: Deus, Maomé, Buda, etc. Não acredita na Bíblia. Somente usa a Bíblia para enganar as suas vítimas: maçons “cristãos” iniciados nos primeiros graus (profanos, idiotas úteis) e o povão em geral. Não acredita no Espírito Santo ou não O considera como Deus. E sobre Jesus Cristo é forçado a falar para agradar e enganar as vítimas, mas na mente o considera como um “zero à esquerda” e ainda O odeia (como inimigo de “Lúcifer”). Segundo fontes da Internet, por exemplo, o maçom Edir Macedo comparou a Jesus Cristo como “idiota”. Veja uma prova de que o nome dele consta na lista de maçons: http://forum.antinovaordemmundial.com/Topico-%C3%B3rg%C3%A3o-oficial-da-ma%C3%A7onaria-do-brasil-revela-lista-de-110-ma%C3%A7ons-famosos

          Como um pseudopastor maçom é um tremendo mau caráter, hipócrita e mentiroso, para não desagradar as suas vítimas ele se diz amilenista ou pós-milenista. Mas conscientemente nem sequer acredita nisto. Não acredita em Arrebatamento da Igreja, Tribunal de Cristo, Milênio, pecado, Juízo Final, Inferno. Não acredita em Diabo, Satanás, porque para ele o que nós chamamos de Diabo é o deus “Lúcifer”. Para ele Adonai é o deus da escuridão e do mal. Nele foi efetuada uma tremenda e terrível lavagem cerebral satânica quase irreversível. O leitor percebeu como um tremendo mau caráter e hipócrita pseudopastor maçom deve arder no lago de fogo e enxofre da eterna condenação “nos quintos” do Inferno? Isto se não se arrepender, confessar pecados pedindo perdão e se salvar em Cristo antes de morrer carnalmente.

          Tenho um documento de Internet impresso como prova escrita, sobre o depoimento (em vida) de uma mulher ex-agente secreta dos illuminati, que se converteu a Cristo e por isto mataram-na em 2006. Além de centenas de informações escreveu que as poderosas seitas satânicas testemunhas de Jeová e mórmons fizeram pacto com os illuminati (em consequência também com Satanás) no ano de 1950. Os fundadores dessas seitas satânicas eram maçons do maior grau 33. O espiritismo foi criado pela rainha Semaris na Babilônia (época da Torre de Babel). Mas foi estruturado por um satânico maçom grau 33. O espiritualismo (LBV) foi criado por um satânico maçom grau 33. E assim por diante.

          Quando um maçom atinge o maior grau 33 ele está apto a fundar sua própria Loja Maçônica, para ganhar muito dinheiro dos satanistas; ou para fundar uma seita satânica dentro do cristianismo a fim de infernizar a Humanidade. A sociedade dos jesuítas, a seita illuminati, a maçonaria e outras sociedades secretas deveriam ser proibidas por leis, porque seus membros têm obrigação de se defenderem dentre eles, mutuamente, encobrindo: criminosos, pedófilos, assassinos, sacrificadores de crianças ao Diabo, estupradores, corruptos, ladrões, etc. Leia uma das várias provas no site: http://vigiai.net/artigos/o-testemunho-de-conversao-do-mestre-macom-charles-finney

          Havia um blog de militares cristãos provando toda a matéria do último parágrafo. Mas por razão que desconheço ele foi extinto. Portanto, uma matéria de Internet hoje provando algo, amanhã pode não existir mais. Por isto eu alerto ao leitor: sempre procure pesquisar na Internet também por expressões chaves como: sacrifício crianças maçonaria; assassinatos maçonaria; pedofilia maçonaria; etc. que encontrará dezenas de supostas provas fáceis.

          A maçonaria sempre está por trás de todas as seitas satânicas, mas também está muito infiltrada nas igrejas protestantes e evangélicas. E ainda pior é no catolicismo: a começar pelos “Papas” que são maçons (pesquise na Internet). Você entendeu agora por que as igrejas evangélicas quiseram se unir à ICAR? Só não se uniram porque a ICAR exigia o controle absoluto do dinheiro, isto é, as igrejas evangélicas iriam entregar as almas ao Diabo, se não fosse o entrave financeiro.

          Segundo a Internet os maiores trastes sanguinários seres humanos são os jesuítas (comandam a política mundial secretamente), que fundaram a satânica maçonaria. Se o leitor duvida disso pesquise na Internet usando a expressão: juramento jesuítas. Existem várias provas na Internet. São provas contundentes, não deixando dúvida da sanguinária função deles em defesa das bestas atuais do mar e futura besta da terra, que, aliás, poderá ser o próprio general dos jesuítas. Veja uma prova: http://criancassacrificadas.blogspot.com.br/2014/12/papa-francisco-fez-esse-juramento.html

          O leitor repare no juramento satânico dos jesuítas que para eles o Deus Espírito Santo nem sequer existe, porque eliminaram o Espírito Santo do seu juramento. Isto é blasfêmia contra o Espírito Santo, sem direito a perdão. Para eles as autoridades máximas do Universo são Deus e Maria. Jesus Cristo não existe mais e no Seu lugar agora está o “Papa” católico. Também adoram: João Batista, Pedro e Paulo. E eles tem o dever de proteger o “Papa” e a ICAR, se preciso for com o sacrifício de suas próprias vidas. Mas repare também nas satanices e atrocidades que juram fazer contra os seus opositores: matam os próprios católicos que se opuserem contra eles. Não existe seita satânica mais cruel sanguinária que a dos jesuítas

          O “Papa” Francisco I declarou que os cachorros também vão ao Paraíso após a morte. Para ele um cachorro tem mais valor que uma criança, porque ele sacrifica crianças ao Diabo em rituais maçônico-satânicos de missas negras, conforme dezenas de provas na Internet. Ele é um maçom e jesuíta. Precisa explicar mais alguma coisa?

          Eu acredito que um componente de sociedade secreta é alertado pela sua irmandade de que se ele cometer delitos como: sacrificar crianças ao Diabo, matar alguém, estuprar, roubar, pisar, etc. não pode deixar provas dos crimes. Que assim terá a proteção dos “irmãos”, porque tais “irmãos” satanistas são obrigadas a encobrir os “podres” e os crimes uns dos outros e de se ajudarem mutuamente. Mas se o transgressor da Lei der o azar de cometer delito sem chance de defesa como: gravação de voz em aparelho celular (algo muito fácil), fotosvídeos, etc. ele será abandonado pela irmandade, sendo “entregue às traças”.

          Vejamos que hipocrisia: exatamente no momento em que o criminoso mais precisa dos “irmãos” da sociedade ele é abonado à sua própria sorte. É também disto que se queixam os corruptos e satanistas criminosos condenados políticos. Quando um desses bandidos não tem mais defesa os seus “irmãos” da sociedade secreta “lhe dão um pontapé no traseiro” para ir mais rápido à cadeia e ao futuro Inferno. E ainda passam a usar o crimonoso como “bode expiatório”. Depois têm insensatos acreditando que ser adorador do Diabo traz benefício. Pode até mesmo ser um suposto benefício, mas é apenas por curto espaço de tempo. Depois será um “inferno” ainda em vida, e no além-túmulo a eternidade “nos quintos” do Inferno. Quem manda fazer acordo com o “Capeta”.

          Como o Diabo é o “pai” da mentira e os demônios são traidores, espíritos enganadores, algumas vezes eles próprios “deduram” os pseudopastores satanistas maçons. Foi o que aconteceu com certo psedopastor maçom que “se achou” com autoridade para expulsar demônios de uma vítima. Então a vítima deu um forte tapa no rosto do pseudopastor, em público, e o maioral dos demônios disse que o pseudopastor era um satânico maçom, sem moral alguma para expulsá-los. Mas isto são ocasiões raras: na maioria das vezes o pseudopastor mau caráter maçom faz acordo provisório e temporário consciente com os demônios fingindo que são expulsos. Para tanto o pseudopastor, pseudobispo, pseudoapóstolo, etc. paga os devidos tributos ao Diabo.

          Ainda existe o caso de pseudopastores maçons iniciados nos primeiros graus (“idiotas” úteis) que são enganados, não sabendo o que realmente é a maçonaria. E nesse caso quando tais satanistas maçons se deparam com pessoas endemoninhadas os demônios traidores se retiram das vítimas provisoriamente, para dar a entender falsamente que o pseudopastor maçom tinha suposta autoridade para expulsá-los. Igualmente acontece com todo e qualquer exorcista católico. E o “tapado” chega a pensar que teve moral para expulsar os demônios. E os acompanhantes (vizinhos, parentes) do endemoninhado também são enganados pensando que o pseudopastor, “Padre”, etc. seja um suposto homem de Deus. Assim o Diabo “mata dois coelhos com uma só cajadada”, enganado a todo mundo. Isto tudo é muito triste, mas é a realidade “nua e crua”. 

           Agora entendemos porque é tão difícil para ganhar uma alma desses conscientes hereges espíritas, maçons, etc. para Cristo. Creio que agora o leitor entendeu porque tais satanistas blasfemam contra o Espírito Santo, na maior tranquilidade e “cara de pau”, sem ter o mínimo de respeito e temor de Deus: para eles o Espírito Santo não tem valor algumNão acreditam que Jesus Cristo é o Deus Filho. Não acreditam em pecado, Inferno e Juízo Final, enfim, não acreditam na própria Bíblia, e por isto estão condenados ao Inferno segundo Apocalipse 21:8 (incredulidade). Não apenas são incrédulos como também são: mentirosos, idólatras, abomináveis, etc.

          O deus da maçonaria é o bode Baphomet (simbolizando o Diabo): mistura de bode com homem e mulher. Que moral têm todos esses hereges satanistas para ensinar sobre Bíblia e sobre o Triúno Deus? Alguns de tais satanistas hipócritas ainda usam a Bíblia alegoricamente (a bel-prazer de suas satânicas conveniências), e somente para enganar as suas vítimas. E ainda somente usam-na distorcendo sua interpretação, fazendo-a agradar ao Diabo, já que para eles o Diabo supostamente é Deus. Assim como usam a Bíblia também usam livros do Diabo como: Catecismo, Evangelho Segundo Alan Kardec, Alcorão, Zend Avesta, Mahabharata, Bhagavad Gita, etc. Para eles qualquer pedacinho de “chifre” do suposto (ilusório, inexistente) bode Baphomet (símbolo do Diabo), qualquer real mosca varejeira ou qualquer real barata de esgoto já dá uma sopa.

          Por sua própria natureza e finalidade de criação a satânica maçonaria precisa bajular (agradar) todas as seitas e religiões do Diabo e por isto o maior objetivo dos maçons, infiltrados nas igrejas protestantes e evangélicas, é promover o satânico ecumenismo de todas as religiões (Anticristo). Quando você ouvir um Pastor bajulando, por exemplo, o “Papa” e os “Padres” tal “Pastor” possivelmente é um maçom ou está obedecendo ordem de algum ricaço maçom daquela igreja. A própria palavra Padre quer dizer Pai em Espanhol. Assim como Papa quer dizer Pai em Italiano. Portanto: são blasfêmias contra Deus Pai, por serem usadas exatamente no sentido religioso (Mateus 23:9).

          Quem bajula “Papa” e “Padre” do púlpito de igreja geralmente também está apoiando a sua idolatria. O próprio Deus Filho mandou-nos orar somente ao Deus Pai (João 15:16), mas em nome de Jesus Cristo. Depois da blasfêmia contra o Espírito Santo (sem direito a perdão) os pecados da idolatria (catolicismo) e da abominação (baixo e alto espiritismo) são os maiores, porque substituem Deus Pai por seres humanos e/ou outros personagens, e até por imagens de escultura de “esterco” (Isaías 42:8; Deut. 18:9-12; Isaías 8:19-20; Salmo 115:4-8; I Timóteo 2:5; etc.). Se um Pastor quiser ressaltar as qualidades do “Papa” e de um “Padre” ele obrigatoriamente precisa fazer restrição quanto à sua idolatria. Se não fizer tal restrição publicamente será um possível candidato ao Inferno junto com eles (Ap. 18:4).

          Voltando ao assunto: “cair no espírito”, certa vez levei duas adolescentes a uma atividade espiritual de certa igreja evangélica. E como eu estava muito atarefado com outros compromissos, na Engenharia, deixei-as naquele local aos cuidados dos líderes, voltando lá somente para buscá-las às 17 horas. Depois ouvi um triste relato sobre o que aconteceu naquele local: uma total “forçação de barra”. Supostamente quase todas as pessoas caíram por terra, para trás, após uma pregação tendenciosa e oração supostamente dirigida a Deus.

          Porém, uma das adolescentes, embora recebesse da Missionária um empurrãozinho e um sopro da sua boca, permaneceu de pé. Fiquei bastante preocupado: por que aquela adolescente era diferente da maioria daquelas pessoas? Será que ela estava “só na carne” sem santidade alguma? Mas também comecei a desconfiar, porque geralmente quando a Bíblia relata um cair por terra coletivo é caso de ímpios.

          Quando me falaram que a outra adolescente também caiu para trás fui pesquisar sobre o motivo: ela falou que após cair para trás ficou totalmente inconsciente, que não se lembra de nada, que sua mente ficou totalmente “apagada”. Eu tenho experiência própria de décadas de anos na expulsão de demônios em nome do Senhor Jesus Cristo, pelo Seu sangue vertido na cruz e que nos purifica dos pecados. Toda vez que um endemoninhado consegue se libertar dos demônios ele alega que não se lembra de nada, que sua mente ficou totalmente “apagada”, e que sente muita dor física no corpo. Portanto, aquelas pessoas da atividade espiritual aqui citada caíram para trás porque estavam fingindo serem muito espirituais e santas, ou estavam possessas de demônios, sem consciência própria.

          Os relatos de vítimas que conseguiram se libertar de tais movimentos heréticos citam algo do tipo: caíram porque foram empurrados; ninguém caiu para frente, de joelhos e com o rosto em terra; foram induzidos a cair (hipnotismo satânico); caíram com pena do Pastor, para não deixá-lo sem graça; caíram porque gostaram da “farra”; caíram porque está na moda cair como novidade; caíram para não se sentirem inferiorizados perante os demais; caíram devido acordo com o pregador (trama maligna) para dar a entender que tal pregador supostamente era poderoso; caíram porque queriam dar a entender que estavam supostamente cheios de santidade (puro exibicionismo satânico); etc. Percebe-se que se trata se espíritos enganadores atuando através de falsários satanistas maus caráteres, ou de incautas e ignorantes vítimas.

          Porém vários filhos de Deus, salvos em Cristo e com suas vidas consagradas ao Triúno Deus, já se queixaram para mim que foram em tais igrejas heréticas como visitante, exemplo, como simples acompanhante. Então algum “obreiro” da falsa igreja começou a orar pela vítima forçando com a sua mão a cabeça da vítima, empurrando-a para trás. A vítima dava passos para trás, porque não queria cair, e para se livrar do agressor.

          Mas quando viu que não tinha outro jeito, para acabar logo com aquele engodo, depois de meia hora de “forçação de barra”, se deixou cair para trás, amparado por algum outro falsário. Por experiência própria percebo que o Diabo só faz isto com pessoas educadas e que não querem escândalos. Embora eu seja educado, mas se fosse comigo eu mandaria o falso obreiro “procurar a sua turma do Capeta”. Talvez eu procurasse expulsar possíveis demônios desse próprio obreiro falsário.

          Em tais movimentos satânicos acontecem coisas muito esquisitas mesmo: risos e gargalhadas incontroláveis; pessoas estrebuchando, rolando e rastejando pelo chão; urrando como leões; balindo como carneiros; gritando como guerreiros; vomitando supostamente os seus pecados; caindo para trás; e outras coisas esquisitas. Para o leitor ter ideia da satanice a que tais movimentos chegaram, existem falsos líderes associando o recebimento do Espírito Santo com sexo ilícito, blasfemando contra o Espírito Santo, sem direito a perdão. 

          A mulher de Benny Hinn disse que as pessoas precisam receber o Espírito Santo até por intermédio de seus anus. De modo indireto ela comparou o Deus Espírito Santo com fezes humanas. Mas existem hipócritas satanistas achando graça disso, e dizendo que isto não terá suas consequências… Veremos adiante outros casos de “cair no espírito” que são blasfêmia contra o Espírito Santo.

          Em um mesmo culto podem acontecer vários movimentos heréticos ao mesmo tempo. Já pensou, o amigo leitor, sobre o caso de uma jovem caída para tráspara não deixar o(a) Pastor(a) sem graça“, ou por “puro exibicionismo” e então alguém “vomitar (bebida e comida estragada) supostamente os seus pecados”  em cima da jovem caída para trás? Isto pode acontecer naturalmente porque todos esses movimentos satânicos são pecados contra o Espírito Santo.

          Além do movimento “cai-cai” o Diabo usa enganar suas vítimas através de outras astúcias como: “sopro do espírito”, “bênção de Toronto” (outro nome do “cai-cai”), “dentes de ouro”, “riso santo” (incontrolável), “aviãozinho”, “unção da lagartixa”, “reteté de Jeová”, e outros. Quando líderes começam a valorizar só a quantidade em detrimento da qualidade o Diabo “deita e rola fazendo a farra” à custa de tais líderes falsários e de suas vítimas. É só fazer alguma concessão ao Diabo, algum acordo com Satanás que o sucesso está garantido.

          A “unção da lagartixa” faz-me lembrar de uma senhora (uns 50 anos de idade) que estava endemoninhada com legião de demônios. Foi preciso certa igreja e nós Pastores orar algumas noites na própria casa da vítima sempre após a reunião de oração naquela igreja. Quando endemoninhada a mulher rastejava rapidamente, com agilidade e força sobrenaturais, como lagartixa no chão sujo (calçada, grama, terra). Dava-me muita pena dela. 

          Como eu não estava dirigindo aquela equipe de oração ficava quieto. Mas após umas três reuniões de oração sem resolver definitivamente o problema eu precisei alertar os colegas que era preciso saber em quais objetos e locais da casa os demônios estavam. E então destruímos tais objetos (por exemplo: estatueta da “deles” Senhora de Fátima, quadros de parede, etc.) e oramos nos locais amaldiçoados, expulsando definitivamente os demônios.

          Por duas noites, após os demônios saírem do corpo da vítima ela se queixou para mim e para uma serva do Senhor (que a amparava em pé para ela não cair de fraqueza) que ela estava com o corpo muito doído e que não suportava mais tanto sofrimento pedindo-me, repetidas vezes, que eu próprio continuasse orando por ela na minha casa, porque ela não sentia firmeza nas orações das outras pessoas. E graças ao bom Deus até hoje nunca algum desses líderes arrogantes, falsários, conseguiu me derrubar no movimento “cai-cai” e espero só cair para frente, de joelhos e de rosto em terra na presença real e gloriosa do meu amado Senhor Jesus Cristo

          Com relação ao movimento “dente de ouro” vai uma informação extremamente importante ao leitor. Um amigo meu, militar que serviu em quartel de cidade do interior deste estado de MS, relatou-me um acontecimento muito importante com relação ao movimento “dente de ouro”, muito difundido naquela época. Um crente foi a um desses movimentos e quando voltou em sua casa, olhando no espelho notou que um de seus dentes estava com coloração amarelada distinguindo-se dos demais. Não se convencendo tratar-se de dente de ouro foi consultar o dentista do quartel daquela cidade. O dentista constatou que o dente realmente tinha coloração amarelada diferente de todos os demais dentes daquele crente, porém, ficou muito intrigado porque viu uma pequena numeração naquele dente amarelado.

          Averiguando com mais atenção percebeu tratar-se do número 666, que os leitores da Bíblia sabem que é o exato número da monstruosa, satânica, besta apocalíptica. Isto é uma prova fatal de que aquele movimento é de SatanásE pensando bem, a troco de que Deus iria Se preocupar em dar dentes de ouro aos Seus servos se existem tantas pessoas morrendo de câncer, nascendo surdas, mudas, aleijadas, cegas. Será que Deus não teria maior interesse em fazer nascer dentes brancos, naturais, em desdentados adultos?

          Os movimentos heréticos, como o “cair no espírito“, têm fases de maior ou menor atuação. No ano de 1997 Satanás se apoderou da Igreja Vineyard em Scarborough, ao leste de Toronto (Canadá) que ficou mundialmente famosa como a “Igreja do Aeroporto de Toronto” e a sua heresia ficou conhecida como “bênção de Toronto”, mas na realidade é a “maldição de Toronto“, uma vez que, segundo um Psicólogo famoso, são hipnotismos demoníacos. Eu tenho um jornal sério e conceituado que transcreveu, traduzido em português, algumas partes do depoimento do co-fundador daquela heresia: Pr. Paul Gowdy, onde ele pede perdão ao mundo todo por ter sido um agente de Satanás levando maldição internacional.

          Agora o leitor deve prestar atenção: não sou eu inventando e sim, trata-se do próprio Pr. Gowdy afirmando taxativamente que ele vivia endemoninhado! Mas o pior vem agora. Nas palavras do próprio Pr. Gowdy o que acontecia naquela igreja: Era algo irreverente e blasfemo ao Espírito Santo“. Espera ai! Blasfêmia contra o Espírito Santo não tem perdão! Mas ainda têm pessoas arrogantes  “masoquistas”, dentre elas os maçons, que continuam “brincando com fogo”, continuam “cutucando o Diabo com vara curta”.

          Apesar dos pesares eu ainda considero o Pr. Gowdy como um homem de bom caráter, que soube reconhecer o seu erro, pedindo perdão a Deus e a todo o mundo. Pior é se deparar com “sepulcros caiados” cauterizados no erro, que nem sequer “se tocam”, falsamente “se achando” muito santos e espirituais. Isto sim: é satânica hipocrisia elevada à enésima potência.

          As igrejas que adotaram tal heresia tiveram um rápido crescimento de “membros” até o Diabo atingir o seu objetivo e “passar a rasteira” em tais igrejas, e então elas “quase sumiram do mapa”. Tais igrejas somente continuam “se dando bem” se continuarem pagando algum outro tributo ao Diabo como: igreja em células, igreja multiplicadora, teologia da prosperidade, teologia do pensamento positivo, maçonaria, etc.

          Os membros da satânica igreja de Toronto ficaram tão cegos espirituais que não se tocavam quando os demônios estavam à vontade naquela igreja por conta dos incautos: latindo, rosnando, rindo incontrolavelmente, cacarejando, rugindo, fazendo de conta que voavam, caindo e rolando no chão, estrebuchando, urrando, fazendo de conta que urinavam nas colunas do templo, e outros atos diabólicos. Uma mulher de “Pastor” associou suposta experiência com Jesus como sendo muito melhor que sexo!

          Só mesmo sendo muito tapados para não desconfiarem que os demônios estavam à vontade naquela igreja falsa, satânica. Analisando-se com imparcialidade daria quase para se duvidar que seres humanos chegam a um ponto ridículo e tão ignorante espiritualmente.

          Há alguns anos a cantora Madonna veio ao Brasil e durante sua passeata pelas ruas os ingênuos ímpios brasileiros gritavam, pulavam, acenavam e mandavam beijinhos para ela. Enquanto ela respondia em Inglês com xingamentos e palavrões. Chamando-os de “macacos”, trogloditas, trouxas, filhos de prostituta, e até fazendo gestos obscenos aos brasileiros. Um jornalista traduziu as palavras dela (menos pesadas) por escrito em Português.

          Os ímpios se merecem. Mas eu fui a um Congresso de jovens evangélicos onde o pregador pentecostal corria no templo entre a nave e no altar, gritava, pulava, sapateava, usava todas as técnicas psicológicas possíveis que o Diabo ensinou. E até fazia gestos obscenos contra os incautos. Com isto os jovens enganados ou pérfidos ficavam histéricoscaíam estrebuchando no chão (cair no espírito), pulavam, gritavam, se exibiam com supostas línguas estranhas, etc. Pareciam ridículos seres irracionais. Estavam encostados ou possessos de demônios, ou fingindo estarem cheios do Espírito Santo.

          As igrejas em células têm o famoso “encontro sem Deus” simulando ser “encontro com Deus” onde adotam muito o “cair no espírito” ou “cair no poder”, e que na realidade é pura atuação do Diabo através de hipnotismo satânico. Por trás de tudo isto, logicamente, sempre atua a maçonaria e outras sociedades secretas, cujo objetivo é desviar as pessoas da salvação em Jesus Cristo. Veja uma das prova: https://www.youtube.com/watch?v=9Uz0BR08LlI

          Já estamos no cumprimento de II Timóteo 4:3. Até mesmo os supostos evangélicos “sentem coceira nos ouvidos” para ler livros de satanistas disfarçados de filhos de Deus. O livro herético “Bom Dia, Espírito Santo” do satânico Benny Hinn, era tanto vendido que constava como presente (brinde) na compra de produtos cosméticos. O satânico Rick Warren em pouco tempo vendeu 30 milhões de livros aos masoquistas. Fui comprar uma Bíblia de letra grande e desconfiei, porque havia uma exposição toda (em volta de um pilar) com livros somente de Max Lucado, naquela livraria. Em casa pesquisei na Internet e descobri o motivo: se trata de um agente satânico dos illuminati e seus livros tem muitas ideias satânicas contrárias à Bíblia. Livros satânicos de Abe Huber, Renê Terra Nova, Billy Graham, Edir Macedo, etc. devem estar vendendo como água aos masoquistas. Mas os meus livros que ensinam como se livrar da besta e da Babilônia, conduzindo os leitores ao Paraíso e futuro Céu no além túmulo, tem pouca venda. Ainda bem que haverá o Tribunal de Cristo e o Juízo Final, ondem não valem falsas desculpas.

          Para finalizar este tópico alguém poderia argumentar: onde está a associação do movimento “cair no espírito” com a maçonaria. Foram satânicos maçons que criaram tal movimento. E geralmente tudo o que é grande em termos de igreja está no controle de maçons. Deus quer templos pequenos e humildes onde realmente opere o Deus Espírito Santo. Além de tudo que já foi provado ainda creio que depois de você ver os vídeos abaixo não duvidará mais de nada. https://www.youtube.com/watch?                                                                                                    https://www.youtube.com/watch?v=LLw2fDMwy0U                             

          Para ter acesso a todos os tópicos do site geral inicial clique neste link: https://www.laurohenchen.com.br

 

1 2 3 4